Deixar um Legado

“Não somos seres humanos que tem uma experiência espiritual,
somos seres espirituais passando por uma breve experiência humana”. (Teilhard de Chardin: teólogo jesuíta e filósofo francês)

Compreendendo nossa Origem:
“O que nasce da carne é carne, o que nasce do Espirito é espirito” (Jo 3:6) Jesus ensinou a Nicodemos que ele era filho de Adão. Mas era também um filho de Deus. Nicodemos, assim como toda a raça humana, era herdeiro da vida biológica de Adão. Mas Jesus estava dizendo que existe outro doador de vida, que não é Adão. Alguém doou vida para Adão, e esse Alguém é também o doador da vida de todos os seres vivos. É a esse Alguém que você deve se vincular. É a esse Espirito que você deve submeter o seu espirito.
Nós, seres humanos, somos orientados biologicamente, trazemos a bagagem genética e todos os registros psíquicos que herdamos dos pais e antepassados. Somos orientados, mas não determinados. Não estamos destinados a repetir histórias. Não somos prisioneiros dessa herança biopsíquica. Podemos nos reinventar. Podemos ser reinventados por Deus. Podemos ser transformados. Podemos ser reeducados pelo Espirito Santo de Deus. Não somos animais irracionais. Somos seres humanos abertos à transcendência.
Nascer de novo é responder sim a essa generosidade divina que reparte a Sua vida conosco. Todo ser humano é chamado a dizer “sim, eu quero, eu quero ir além das possibilidades da vida biológica; eu quero acordar para o mundo espiritual, eu quero a vida do Espirito. Eu quero nascer de novo. Eu quero entrar por essa porta que me abre um horizonte eterno de possibilidades. Eu quero viver com essa consciência de que o meu espirito está vinculado ao Espirito de Deus”. (Ed René Kivitz – Talmidim52)
Esta decisão é crucial para rescreveres a sua história afim de deixares um legado Vivo!

Reorganizando Conteúdos Recebidos:
A Família de Jonadabe: conservaram o que receberam
I Cron. 2:55 = As famílias dos Escribas que habitavam em Jabez foram os tiratitas, os simeatitas e os sucatitas: são estes os queneus, que vieram de Hamate, pai da casa de Recabe.
Jz 1:16 = Os filhos do queneu, sogro de Moises, subiram com os filhos de Judá, da cidades das Palmeiras, ao deserto de Judá, que está ao sul de Arade e habitaram com este povo.
Jonadabe ou Onadabe foi um Escriba, (ensinava o conhecimento de Deus, copiava e interpretava a lei) Descendente de Recabe foi notável reformador, que preservou sua família do álcool e manteve-a numa vida primitiva, para impedir sua corrupção (II Reis 10:15-28)
Jer 35:2,6-10 fala da fidelidade dos Recabitas 250 depois de Jonadabe. O legado de Jonadabe não passou despercebido dos olhos do Criador. Deus os comparou como modelo para exortar o povo hebreu quanto à sua infidelidade às Suas ordenanças –
Que herança espiritual seus filhos passarão aos filhos deles por sua causa?
Princípios/Orações: um legado que nunca morre até realizar o propósito de Deus. Orações Sinceras nunca são perdidas: energia, tempo, amor e anseio são legados cruciais a que Deus responderá. (Apoc 2:2-5)

O Legado de Elias: transferiu o que recebeu
I Reis 19:9-18: a melhor inspiração em horas de desanimo é receber mais responsabilidades das mãos de Deus para ter sua vocação renovada (v.15,16)
I Reis 19:19-21: a escolha de Eliseu por Elias sob a ordem de Deus
II Reis 2:1-15: Lugares de significado ministerial de Elias:
Gilgal: onde existia uma escola de profetas dirigida por Elias – lugar de treinamento/ensino espiritual v. 1 – 4:38-44
Betel: Casa de Deus – lugar da presença divina (temor), de sonhos e revelações – pacto (Gen.28:10-22; 31:13)
Jericó: lugar de conquista – (idade das Palmeiras (Det.34:3) importante pelo tamanho, riqueza e fortalecida com muros altos) Js.2:1; 6:1-21
Jordão: lugar de travessia (Da vi 2 vezes II Sm 17:22,24 19:15-18) (Elias e Eliseu II Rs 2:5-8; 13-15) – lugar de ser curado (II Rs 5:14) – lugar de batismo: Jesus por JB (Mt 3:13-17)
O que estás disposto a fazer a fim de receber o seu legado?
V.9,10: Elias para Eliseu: “Se me vires ser tomado de ti…”, momento de saída desta existência, realidade diária em meio a jornada de caminhos a serem percorridos.
“Uma decisão, tomada por uma pessoa, produz um efeito cascata sobre várias gerações e faz diferença ou para o bem ou para o mal”.

Pense nas seguintes perguntas:
1. Você toma as decisões de hoje considerando seu impacto no amanhã?
2. Quando organiza suas prioridades e forma os seus hábitos você pensa sobre seus filhos, netos, irmãos e sobre o tipo de caráter que eles terão como exemplo ou herdarão de você?
3. Ao gastar seu dinheiro, exibir suas preferências, falar o que pensa ou usar seu tempo, já te ocorreu que você não está fazendo uma escolha para si mesmo?
4. Mas que está fazendo uma escolha que influencia pessoas que te consideram um exemplo?
5. Que você talvez esteja desempenhando um papel importante nas atitudes e observações de uma criança e/ou jovem que você mal conhece, e talvez até mesmo de uma estranha que um dia pode ouvir alguém falar sobre como você era?
Essas são algumas perguntas que se deve ter em mente ao pensar sobre o que vais fazer hoje, em como vais reagir a um dado momento e que tipo de decisões vais tomar para o resto de sua vida. Essas decisões são importantes agora, e sempre serão. Elas são o seu legado!

Legado e herança:
Muitos confundem legado com herança. Herança é o que você deixará quando morrer. Legado você deixa em vida. Legado é uma herança imaterial, aquilo que você entrega às pessoas que estão ao seu redor. É uma transferência de valores como fé, compaixão, gratidão, perseverança, perdão, paciência, amor, etç que são feitos em vida. Seu modo de vivê-las! Trata-se de coisas que ganhamos em viver; presentes que não estão reservados aos feriados e eventos, mas damos ou nos são dados todos os dias com naturalidade, sem alardes ou fogos de artifícios: quando e como conversamos à mesa, na sala de TV, quando reagimos aos conflitos moderadamente, quando falamos ao invés de gritarmos, como investimos o dinheiro, o tempo e o descanso, etc. Todos os dias também, quando voltas do trabalho, deixa um legado na empresa. Quando sais de uma reunião, de uma conversa, do posto de combustível, de um jogo, de um culto ou de qualquer outro lugar, está deixando uma marca: este é o seu legado.
Mas por vezes este legado nem sempre é para o bem do outro. Se perguntássemos às pessoas que estão à sua volta: “Qual é a marca que deixo em suas vidas? Qual seria a resposta?
Moisés:
Esta parecia ser a prioridade de Moises quando já estava perto da Terra Prometida, depois de peregrinar com o povo 40 anos no deserto. Lá estava ele, com 120 anos, chegando ao fim de sua vida e compartilhando as mensagens fundamentais de seu coração naquelas últimas horas com seus amigos (Deut. 28:30). Ele falou sobre legado, sobre herança espiritual e encorajou o povo de Deus a tomar decisões do presente pensando no futuro. Veja Deuteronômio 30:15,26,19
“Vês aqui, hoje te tenho proposto a vida e o bem, a morte e o mal;
porquanto te ordeno hoje que ames ao Senhor teu Deus, que andes nos seus
caminhos, e que guardes os seus mandamentos, e os seus estatutos, e os seus juízos,
para que vivas e te multipliques, e o Senhor teu Deus te abençoe na terra a qual
entras a possuir… escolhe, pois, a vida, para que vivas, tu e a tua descendência.
Pergunto-me também se eles se perderam em seus pensamentos e visões sobre o futuro quando Moisés apresentou a segunda alternativa: a morte. Coisas horríveis. Efeitos colaterais terríveis de longa duração: miséria, perda do favor divino e insegurança de viver fora da proteção de Deus.
Duas escolhas: vida; morte. E por vezes buscamos a morte (Sl 52:7). Talvez você conheça essa realidade muito bem, e você seja o produto das escolhas imprudentes de seus pais e avós. O legado deixado para você pode ter sido de vícios e desistências, de dívida e falta de perdão, de fracasso e de uma autoestima destruída. Mesmo que eles não desejassem te deixar este tipo de marca, eles o fizeram – sempre que optaram por não tomar suas decisões de forma específica, propositada e consistente com a verdade, tendo em mente o amanhã.
Mas não importa qual legado você recebeu; você pode pensar em novos planos para sua vida. Reestruture as condições; reoriente os pontos e parágrafos. Renomeie os tipos de presentes que pretende dar aos seus. Esta é a sua oportunidade de planejar e deixar um legado novo e diferente. E tudo começa hoje, com as decisões que você vai tomar AGORA. Ainda há tempo.
(Livro “A Resolução de Toda Mulher)
Pense e responda:
1. Você recebeu um legado: de vida ou de morte. Pense sobre o que recebeu e se avalie diante disso.
2. Como você faz suas escolhas e toma suas decisões?
3. Liste as pessoas mais importantes de sua vida, para quem desejas deixar um legado divino.

Lucinete Martins

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s