Amor vitorioso

ENCONTRO-Americana/SP-2015
Palavra inicial por Marisa Duarte

TEMA:  “Amor Vitorioso: Lugar de Celebração e Descanso”, baseado no livro A Volta do Filho Pródigo de Henri Nouwen.

Deus quer nos tirar do reino do “Eu quero”, “Eu penso”, “Eu sinto” – Esse é o reino da superfície e quer nos levar para um Reino mais profundo – o Reino dEle. E nesse lugar, Ele coloca diante de nós a morte e a vida e Ele quer que escolhamos a vida. Nesse Reino é onde escolhemos aquilo que Jesus escolheria, é onde escolhemos fazer a vontade de Deus.

“Tendo recuperado a minha filiação, tenho agora de reivindicar a paternidade”. Filiação é um lugar, paternidade é outro. Diante dessa frase do Henri, a pergunta é: “Onde você está? Pra onde você quer ir?”. Porque o foco principal do livro “A Volta do Filho Pródigo” é o Chamado. Ele fala de sair de um lugar que hoje eu estou, para ir para um outro lugar. Isso é mudança, transformação, é sair do casulo, isso é processo.
Henri nos surpreende em muitos aspectos. Ele fala sobre o viver e o morrer; fala de liberdade e disciplina, palavras diante de um primeiro olhar, antagônicas, porém são lados de uma mesma estrada. Henri, como diz seu amigo, no dia do seu velório, era um homem de movimento, de busca profunda e havia algo de profético nele. Ele conseguia ler os “espaços vazios” que iam sendo deixados pelas pequenas e grandes mortes que ele enfrentou ao longo de sua vida.
E, diante disso, o meu desejo sincero a respeito de nós, parte do Encontros e Caminhos, é que sejamos mulheres de movimento, de busca profunda, mulheres nas quais há algo de profético e que isso seja revelado nas palavras, nas atitudes, nas decisões, nas alianças. E que sejamos mulheres capazes de ler e se posicionar diante dos “espaços vazios”, das perdas, das faltas e das pequenas e grandes mortes pelas quais temos passado.
Ler Henri exige discernimento. O livro traz um caminho espiritual, mas também fala de família, de etapas de crescimento, de maturidade. Fala de deixar atitudes infantilizadas, mas também ensina que precisamos hoje dentro de nós da criança que um dia fomos.
Nessa reflexão, trago ainda o texto de Zacarias 3 que nos ensina sobre a necessidade de deixar o lugar da escravidão para assumir o lugar da liberdade, nos ensina que é preciso tirar as roupas velhas e se vestir do novo, fala da possibilidade de receber uma nova herança. É Deus quem faz. É Ele quem inaugura o Ano da Graça na nossa vida. Mas a partir daqui eu preciso caminhar e deixar que essa vida livre, essa roupa nova me abrace, tome lugar na minha vida. Preciso abrir mão da herança que não é santa (e que todos nós recebemos um dia) e abraçar a herança santa.
Ao escrever isso (29 maio 2015), me ocorreu que talvez eu tenha falado sobre isso na abertura do encontro passado em palavras completamente diferentes. Mas de certa forma fui impelida a falar novamente porque há pessoas aqui para as quais o Senhor está falando de maneira direta. São verdades básicas, mas são vitais – verdades através das quais você tem vida, você pode ter vida.
O versículo 10 traz a frase “Naquele dia”, essa frase nos acompanha há muitos anos – é o dia de Deus na nossa vida! Há muitos deles. Diz que Naquele dia – Dia quando o Amor for vitorioso – nós convidaremos uns aos outros debaixo da vinha e da figueira. Vinha fala de uva, de vinho, de Celebração. Figueira fala de fruto, de alimento, de sombra, de Descanso.
AMOR VITORIOSO: LUGAR DE CELEBRAÇÃO E DESCANSO
Que HOJE o Amor seja vitorioso!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s