Henri Nouwen

henri   – Por Dione Mendes –

Conhecer Henri Nouwen foi algo valioso que me aconteceu em 2009. Através dos seus escritos pude ampliar minha visão sobre viver a espiritualidade.

Henri era sacerdote, psicólogo, conferencista, escritor, professor em Harvard, Yale, Notre Dame. Os últimos dez anos de sua vida (1986-1996) pastoreou uma comunidade, no Canadá  – “A Arca” – Instituição que cuida de deficientes mentais.

Meu primeiro contato foi com seu livro “A volta de Filho Pródigo”,  fruto  de  uma  atenta  e  longa  contemplação  do  quadro  “O  Filho  Pródigo”  de Rembrandt.  Observando a postura dos personagens naquela pintura, Henri faz uma profunda reflexão sobre os papéis do filho mais novo, do filho mais velho e do Pai. Desde então busquei conhecer mais de seus escritos.

Henri Nouwen fala, com singeleza,  idéias profundas e ricas que nos desafiam a pensar além, a ampliar nossos horizontes da vida com Deus. Mas, por vezes, ele fala de sentimentos e pensamentos de tal forma que nos identificamos tanto, como  se  ele  tivesse  expressando  por  nós  aquilo  que  não conseguiríamos colocar em palavras.

Ele nos convida a buscar intimidade com Deus através da solitude, do silêncio, e a desejar ardentemente habitar na presença de um Deus que fala;  a ver propósitos na dor,  podendo “transformar o pranto em dança”;  e, ele nos chama a entregar nossa agenda a Deus, em  meio à correria de um mundo pós-moderno, onde “estar sempre ocupado é símbolo de status.”

Alguns de seus livros:

– A Volta do  Filho Pródigo
– Transforma Meu Pranto em Dança
– A Espiritualidade do Deserto
– O Perfil  do Líder Cristão do Século XXI
– Mosaicos do Presente
– Renovando Todas as Coisas
– Sementes de Esperança
– O Sofrimento que Cura  . . . e outros.

 
“Gratidão, em seu sentido mais profundo, significa viver a vida como um presente a ser recebido com agradecimentos.  E a gratidão verdadeira  inclui tudo que a vida nos traz: a alegria e dor, as boas surpresas e as decepções, os momentos de glória e os de provações… A cruz de Cristo nos convida a ver graça onde há dor, a ver ressurreição onde há morte. O chamado para ser grato é um chamado para confiar em que cada momento pode ser experimentado como o caminho da cruz, que leva a uma nova vida.”                                                                                                                                                                                                             Henri Nouwen

 

http://www.encontrosecaminhos.com

                                                                                                         

  

Um pensamento sobre “Henri Nouwen

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s